Skip links

UBEC: Inovação Educacional e Modelo de Governança


Reconhecido como um dos melhores grupos educacionais do Brasil, a UBEC (União Brasileira de Educação Católica) posiciona-se hoje como líder do seu segmento em visão de futuro e está entre as melhores instituições em inovação e modelo de governança.

A consolidação do grupo é reconhecida por um dos rankings mais qualificados da imprensa brasileira, realizado pelo Anuário 360 da Revista Época Negócios, publicação que reúne as melhores empresas e práticas de mercado do país. Mas não só por isto. O resultado advém de iniciativas educacionais arrojadas, embasadas na experiência da UBEC com o ensino-aprendizagem e pelo diálogo sobre Educação 4.0 com seus líderes, gestores e, especialmente, professores.

A UBEC foi fundada em 1972 e, em 1980, reuniu diversas faculdades Católicas existentes no Distrito Federal (DF), constituindo as FICBs – Faculdades Integradas Católicas de Brasília.

Atualmente, a UBEC é formada por instituições educacionais do Ensino Infantil a Universidades, entre elas o Colégio Padre de Man (COM/MG), a Universidade Católica de Brasília (UCB), a Faculdade Católica do Tocantins (FACTO), a Faculdade Católica Recife (FCR) e a Católica EAD, com 33 polos distribuídos pelo Brasil e também Estados Unidos, Japão e Angola.

O modelo pedagógico e acadêmico da UBEC é pautado por ações inovadoras que têm por base a criatividade, a formação continuada e a formação integral do ser humano. As ‘peças’ que integram suas propostas incluem metodologias ativas de aprendizagem; projetos colaborativos; ensino híbrido, com espaços físicos e virtuais no processo educativo; utilização do STEAM e cultura maker e programa bilíngue.

O projeto de inovação educacional da UBEC envolve iniciativas próprias e na busca por conhecimento em polos de referência global no assunto. No ano passado, gestores da UBEC visitaram o Vale do Silício para uma imersão em experiências que potencializam o processo ensino-aprendizagem e integram o ambiente tecnológico no qual o jovem está inserido.

“A inovação é uma dimensão de extrema relevância. Mas entendemos que a tecnologia pela tecnologia, simplesmente, não permite alcançar os resultados pretendidos. É preciso, como ato contínuo, buscar inovações e tecnologias que se integrem aos nossos propósitos pedagógicos”, diz a professora Roberta Gontijo, gerente acadêmico-pedagógica da UBEC.

Startup Católica

Entre as inovações lançadas em algumas instituições do grupo, um dos destaques é da Universidade Católica de Brasília (UCB), que lançou edital para o Startup Católica, Programa de Incubação e Pré-aceleração de Negócios, aberto a empreendedores, docentes, estudantes, egressos, colaboradores vinculados à UCB, empresários, pessoas com potencial empreendedor e investidores.

O objetivo do programa é incentivar a criação, o desenvolvimento e a pré-aceleração de negócios inovadores, por meio do estímulo a empreendedores no Distrito Federal. A iniciativa segue tendências do mercado ao aproximar investidores de projetos inovadores, propostos por estudantes, professores e demais empreendedores.

“O processo de pré-aceleração contempla ciclo de formação, imersões práticas e suporte aos empreendedores interessados. Caso a startup feche um acordo de aceleração, ao final do processo de imersão receberá o aporte financeiro do investidor e não será incubada (seguirá com o investidor). A incubação dependerá do interesse de ambas as partes (UCB e startup) e será uma nova chance para quem não for acelerado”, esclarece a UBEC, em nota sobre o edital.

Laboratório Colaborativo de Ideias

Além da Startup Católica, e visando a tríplice hélice do desenvolvimento – Academia, Estado, Setor Produtivo -, a UCB criou também o Laboratório Colaborativo de Ideias, o Colabid, parte do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), um espaço de promoção para o empreendedorismo e inovação, de desenvolvimento de Startups e Spin-offs, empresas de base tecnológica.

O Colabid parte do conceito co-working para se situar como um ambiente voltado para o desenvolvimento de processos criativos e espaço que acolhe empresas selecionadas pelo programa de pré-aceleração Startup Católica, que ajuda no amadurecimento dos projetos e na sua transformação em negócios.

Os dois projetos contam com a parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“Os novos espaços constituem a contribuição da Universidade para o ecossistema de empreendedorismo e inovação do Distrito Federal, fomentando alternativas de inserção dos nossos estudantes e professores de graduação e pós-graduação na nova dinâmica da economia”, ressalta o Prof. Dr. Alexandre Kieling, coordenador-geral de Desenvolvimento e Inovação da UCB.

Para os cursos de Tecnologia, na Unidade Missão de Recife, a Faculdade Imaculada Conceição de Recife incluirá ensino híbrido (blended), sala de aula invertida, gamificação,  educomunicação, aprendizagem por equipes, por problemas e por projetos e ainda o peer instruction (instrução por pares), metodologia ativa de ensino desenvolvida por Eric Manzur, pesquisador norte-americano e professor da Universidade de Harvard, adotada em vários países, que consiste em promover a interação em sala de aula e o incentivo a pesquisa por parte do próprio aluno. “A disciplina Cultura Digital estará em todos os currículos da IES, com suporte tecnológico para a tecnologia de reconhecimento fácil, para as plataformas Khan Academy e CK12”, explica a professora Roberta Gontijo.

“Entendemos que a tecnologia pela tecnologia, simplesmente, não permite alcançar os resultados pretendidos. É preciso, como ato contínuo, buscar inovações e tecnologias que se integrem aos nossos propósitos pedagógicos”.

Professora Roberta Gontijo, gerente acadêmico-pedagógica da UBEC

Acesse o portal da UBEC: https://www.ubec.edu.br

Deixar um comentário

Name*

Website

Comentar

X